Coaching

É evidente que a qualificação profissional é o principal ponto para quebrar a barreira do mercado de trabalho. Cursos e programas de formação, que qualificam e profissionalizam o trabalhador, são fundamentais para a garantia de oportunidades nesse mercado de trabalho que muda a cada nova crise e se molda a todas as novidades tecnológicas.

Ainda assim, porém, apesar de ser de extrema importância que o trabalhador possua um excelente diploma, há outras questões igualmente indispensáveis para que se obtenha sucesso na carreira profissional: ter uma visão ampla do mundo, manter-se sempre atualizado e possuir habilidades humanas, buscando sempre a harmonia dentro de seu espaço de trabalho. É aí que entra uma poderosa ferramenta de desenvolvimento de liderança que, quando utilizada com seriedade, traz enormes benefícios para quem está usufruindo de seus serviços: o Coaching, um processo interativo que ajuda indivíduos e organizações a aprofundar o aprendizado, melhorar seus desempenhos e conquistar uma melhor qualidade de vida.

Funciona da seguinte maneira: Coaching representa o processo em si, Coach o profissional que aplica o processo de Coaching, e Coachee o profissional que participa do processo como cliente.

O termo “Coach” veio do mundo esportivo e, em uma tradução literal, significa o técnico de um time, ou seja, aquele que incentiva o atleta a ser vitorioso e fornece as ferramentas necessárias para a obtenção de um alto desempenho. Durante a década de 80, os Estados Unidos adaptaram esse termo à linguagem corporativa e, a partir daí, esse processo de desenvolvimento profissional está ganhando cada vez mais popularidade nos negócios por ser considerada uma das formas mais gratificantes de aumentar a eficiência de pessoas e empresas.

Como seres humanos, temos a tendência de nos comparar às pessoas que estão ao nosso redor ao invés de nos focar naquilo que realmente poderíamos ser. Existe ainda uma predisposição natural de que o cérebro humano continue a fazer aquilo para o qual está neurologicamente programado e acostumado, limitando-nos e impedindo-nos de chegar aonde nosso potencial poderia nos levar. O processo de coaching possui início, meio e fim e é definido pelo coach (profissional) e pelo coachee (cliente) de acordo com a meta desejada pelo cliente. Dessa forma, durante um processo de coaching, as pessoas são conduzidas a enxergar o seu verdadeiro potencial para então compará-lo com seu desempenho atual, desenvolvendo um plano específico para atingi-lo, levando em conta o reconhecimento e a superação de suas fragilidades.

A verdade é que um profissional dificilmente irá maximizar seu potencial sem informações vindas de fora, porém, quanto mais este profissional cresce na estrutura organizacional e em responsabilidade, mais solitário ela fica, aumentando, dessa maneira, a necessidade de alguém que o ajude a refletir sobre sua atuação e seu desempenho. Sem a ajuda de um coach, a auto-suficiência, o tempo, a idade e a experiência tendem a deixar o profissional se movendo em uma areia movediça, fazendo as mesmas coisas, do mesmo jeito, a espera dos mesmos resultados, impedindo-o de tornar-se o profissional que poderia ser.

Contato Rápido

Entre em contato agora e faça sua primeira sessão por apenas 90 reais. Promoção por tempo limitado.